quinta-feira, 15 de abril de 2010

Dois


Para usar a gangorra: dois
Para mergulhar com segurança: dois
Dormir abraçada: dois
Falar ao telefone: dois
Fazer sexo: dois
Fazer ou receber massagem: dois
Olhar nos olhos e enxergar a alma: dois
Assistir filme de terror: dois
Ser tocada: dois
Ser desejada: dois
Agarrada: dois
Amada: dois

Contudo só é preciso um pra entender que o que sinto é profundo e verdadeiro, de certeza plácida, mas de espera limitada.

2 comentários:

Stive Ferreira disse...

Coisa nova por aqui! Feels Good.

Posso tentar também?
Para escrever e ser lido: Dois. :-)

Interessante e verdadeiro (e um tanto quanto romântico)!

Mas, às vezes, (só às vezes) eu acho que a espera não tem (ou não deveria ter) limites.

É isso...

•.¸¸.•*♥*•.¸¸.• Sanzinha •.¸¸.•*♥*•.¸¸.• disse...

Para gostar e ser gostado: dois!

rsrs

Que bom tê-la de volta, Lélia!
Nossa, sumiu mesmo, hein?
Vc faz falta, mulher! A gente se perde no meio das palavras e o perder-se é tão bom... :)

Vê se não some mais assim.

Fiquei feliz qdo vi seu comentário no meu blog ontem e tb por saber que vc sempre está por lá.

Beijão e ótimo fim de semana pra vc!